«Um tipo fantástico, não deixando no entanto de ser interessante». Mário de Sá–Carneiro ci presenta Santa–Rita Pintor